Subscrever Newsletter
home » como apoiar » particulares » torne-se amigo

Torne-se Amigo

Ser “Amigo” da Associação Salvador é contribuir com um valor anual a partir de 24€ para a concretização dos nossos projetos.

Os "Amigos" da Associação Salvador são uma importante fonte de financiamento regular das atividades que desenvolvemos, que têm em vista a inclusão das pessoas com deficiência motora na sociedade. Para além disso, constituem um contributo importante para o nosso esforço de independência financeira em relação às empresas e ao Estado.

É muito fácil tornar-se "Amigo" da Associação Salvador: basta preencher o formulário abaixo, fazer uma transferência bancária com o valor pretendido e enviar-nos um email para info@associacaosalvador.com com o comprovativo de pagamento e os seus dados pessoais (nome, morada e número de contribuinte) para procedermos ao envio do recibo. Apenas desta forma conseguiremos identificar o seu pagamento.

A contribuição anual deve ser de montante igual ou superior a 24€ e poderá ser interrompida a qualquer momento. Para além da recompensa pessoal em colaborar com a causa que defendemos, pode ainda usufruir de benefícios em produtos e serviços de empresas nossas parceiras (consulte a lista abaixo).

Se é portador de deficiência clique aqui para aceder ao Formulário do Cartão Amigo.

Se não é portador de deficiência, clique aqui, para aceder ao Formulário do Cartão "Amigo".

Dados bancários para transferência:

Banco Espírito Santo | Conta: 0000 3052 6677 | NIB: 0007 0000 0003 0526 6772 3 | IBAN: PT50 0007 0000 0003 0526 6772 3 (transferências internacionais)

Benefícios fiscais

A atribuição de um donativo em dinheiro traduz-se num benefício fiscal dedutível à colecta de IRS às pessoas singulares que o atribuem à Associação Salvador.

No caso dos donativos atribuídos à Associação Salvador, e para que o benefício fiscal possa ser deduzido à colecta de IRS do ano em que são concedidos, é necessário que as pessoas singulares que os atribuem sejam residentes em território nacional, sendo que o valor do benefício irá corresponder a 25% das importâncias atribuídas, até ao limite de 15% da colecta de IRS.

Sem prejuízo do referido anteriormente, importa referir que, na eventualidade do donativo ser concedido por um sujeito passivo de IRS que aufira rendimentos da Categoria B (rendimentos empresariais e profissionais) e tenha o seu rendimento determinado com recurso às regras da contabilidade organizada, não poderá deduzir à colecta de IRS o benefício fiscal, no caso de ter inscrito a concessão do donativo como custo, sob pena de duplicação do benefício.

Contudo, tal situação não ocorre nos casos em que os doadores que aufiram rendimentos da categoria B e vejam o seu rendimento determinado com recurso às regras do regime simplificado. Ou seja, estes contribuintes podem deduzir à colecta, nos limites indicados, o benefício fiscal correspondente ao donativo concedido à Associação Salvador.

A lei, no n.º 1 do artigo 63.º do Estatuto dos Benefícios Fiscais, apenas permite que os sujeitos passivos de IRS concedam donativos em dinheiro, ao contrário do que é permitido aos sujeitos passivos de IRC, os quais podem efectuar donativos em dinheiro e em espécie. 

Em resumo
  • Ser “Amigo” da Associação Salvador é contribuir com um valor a partir de 24€ por ano.
  • Ao ser “Amigo” pode usufruir de descontos em inúmeros produtos e serviços de empresas nossas parceiras.
  • O valor atribuído à Associação Salvador é dedutível à coleta no seu IRS.